Tem alguém aí?

Em um certo momento da minha vida, questionei a existência de Deus, pois mesmo aos prantos, Ele não me respondia. Em meus momentos mais fracos, escuros e desesperados, Ele não parecia me ouvir. Mesmo quando eu chorava e clamava, algo em mim temia que ninguém estava escutando meus gritos de socorro.

Às vezes meus pés simplesmente não suportavam todo o peso que eu carregava, então meus joelhos cediam ao chão na medida desesperadora de clamar involuntariamente por uma ajuda. Mas onde estava Ele que não me aparecia? Onde estava a luz para esvaziar toda a incerteza e hesitação que ainda habitava em mim? Eu não tinha respostas. Então minha mente permanecia coberta pela neblina do pecado e fraqueza e, aos poucos, eu acreditava menos em algo que eu não conseguia ver e mais em interferir e lidar com os problemas por conta própria, sem consultar o pai.

Recuar, esperar e confiar no impossível me parecia atitude de gente fraca e limitada. Eu queria mais. Eu queria a presença dele e a indicação do caminho certo, eu queria respostas, mudanças, sinais, qualquer coisa. Mas nada acontecia. Eu não tinha paciência em esperar que as coisas fossem do jeito dele e muito menos paz em aceitar uma resposta negativa. Onde estava Deus que não atendia meus pedidos?

Nos meus sentimentos corrompidos pelo pecado, meu coração era “enganoso e desesperadamente corrupto” (Jeremias 17:9). Portanto, mesmo que o Espírito Santo viesse a usar a minha consciência para comunicar a vontade de Deus (Isaías 30:21), eu não conseguia confiar cegamente naquilo (Jeremias 17:5). A minha maneira errada de pedir, esbanjava apenas os meus prazeres e eu orava por motivos egoístas ou esquecendo Jesus (Tiago 4:3).

Por isso, Deus me parecia muito remoto ou nem presente na minha vida e eu me perguntava diariamente “Tem alguém aí?”, mas mesmo que Ele dissesse em meu coração “Eu estou com você”, meus ouvidos da fé eram surdos e eu não ouvia nada.

Eu precisava confiar mais em Deus do que nos meus sentimentos mundanos, confrontar os meus pensamentos negativos e crer mais na palavra do que em mim mesma. Mesmo quando eu não entendia, ele afirmava “Eu nunca os deixarei e jamais os abandonarei.” (Hebreus 13:5) Mas eu me levava facilmente por ensinamentos diferentes e estranhos que me tiravam do caminho certo, mas Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre (Hebreus 13 8:9) e eu não deveria temer.

Somente hoje, eu compreendo os propósitos e atos poderosos de Deus e sei que, através das águas do batismo, eu fui adotada e recebi o nome do filho de Deus. Por isso, por meio de Jesus Cristo, ofereço sempre meu louvor a Deus, através dos meus lábios que confessam minha fé nele.

Somente hoje eu entendo a importância de confiar e crer no Todo Poderoso e nunca desanimar nas orações, pois Ele sempre está ali, mesmo quando achamos que não há ninguém nos ouvindo.

Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer: Havia em certa cidade um juiz que não temia a Deus, nem respeitava homem algum. Havia também, naquela mesma cidade, uma viúva que vinha ter com ele, dizendo: Julga a minha causa contra o meu adversário. Ele, por algum tempo, não a quis atender; mas, depois, disse consigo: Bem que eu não temo a Deus, nem respeito a homem algum; todavia, como esta viúva me importuna, julgarei a sua causa, para não suceder que, por fim, venha a molestar-me. Então, disse o Senhor: Considerai no que diz este juiz iníquo. Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” Lucas 18:1-8

Continue a orar. Ele está interessado em cada palavra que você diz ou pensa, você só precisa crer para ver. Ele nunca te deixou e nunca irá te deixar, pois Ele te ama.

Sim, tem alguém aí. E ele está ao seu lado agora mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s